Rav Mosheh ben Shalom

O Selo e o Pacto dos Anjos

O Juramento de Akae

Fonte: Extraído do Sefer Chanock – Livro de Enoque 

 

1 - A INSPIRAÇÃO DO SEFER CHANOCK

O Sefer Chanock (Livro de Enoque) era considerado pelos nazarenos antigos como um livro inspirado de profecia escrito pelo próprio Chanock (Enoque).

 

Na Bíblia, no livro de Judas, cita o sefer Chanock (livro de Enoque):

"Para estes também profetizou Chanock, o sétimo depois de Adam, dizendo: Eis que veioYHWH Yáhueh com os seus milhares de santos, para executar juízo sobre todos e convencer a todos os ímpios de todas as obras de impiedade, que impiamente cometeram, e de todas as duras palavras que ímpios pecadores contra ele proferiram”   Judas 1:14-15

 

2 - O USO DO SEFER CHANOCK

Na realidade, os nazarenos antigos tratavam o Sefer Chanock e o utilizavam lado a lado com os livros que conhecemos hoje como canônicos. Isto é evidenciado pelo fato de que Yehudá (Judas) cita Chanock. R.H. Charles lista 128 lugares onde os "Escritos Nazarenos", comumente conhecidos hoje como o "Novo Testamento" são claramente influenciados pelas afirmações no Sefer Chanock. Este magnífico Sefer - Livro era usado dentro do Judaísmo até pelo menos o segundo século DC.

Sete (7) fragmentos de cópias do aramaico foram encontradas entre os Manuscritos do Mar Morto em Qum’ram. O Zohar, principal fonte da Kabalá Judaica, também cita o Sefer Chanock pelo nome (vide Zohar 1:37b) e faz muito uso da narrativa dos anjos caídos Shemirrazá (a quem o Zohar chama de Uzael e Azazel).

Até mesmo o cristianismo primitivo aceitava e usava o Sefer Chanock. Muitos dos chamados "pais da igreja" ou citavam Chanock, ou usavam o mesmo. Dentre estes estava o autor da Epístola de Pseudo Barnabás, Justino Mártir (século 2 DC), Irineu (século 2 DC), e Orígenes (século 3 DC). Tertuliano (160-230 DC) até chamou o livro de "Sagrada Escritura". O livro foi inclusive canonizado pela Igreja da Etiópia.

 

3 - A PERDA DO SEFER CHANOCK

No quarto século, o Sefer Chanock foi alvo de chumbo grosso por tais "pais da igreja" (católica), tais como Agostinho, Hilário e Jerônimo. O Sefer Chanock foi logo banido, salvo na remota Igreja da Etiópia, que o havia canonizado. O manuscrito hebraico original se perdeu completamente no tempo e ainda está por ser descoberto. As versões em aramaico e grego também desapareceram (embora porções das mesmas já tenham sido descobertas). O texto completo sobreviveu apenas na Etiópia.

 

4 - A RESTAURAÇÃO DO SEFER CHANOCK

O Sefer Chanock prediz a sua própria restauração nos últimos dias!

 

"Mas quando eles escreverem verdadeiramente todas as minhas palavras nas línguas deles, e não mudarem nem diminuírem nada de minhas palavras, mas escreverem-nas verdadeiramente - tudo o que eu primeiro testifiquei sobre elas. Então, eu conheço outro mistério, que LIVROS SERÃO DADOS AOS JUSTOS PARA A RETIDÃO e aos sábios para se tornarem uma causa de alegria e retidão e muita sabedoria. E A ELES TODOS OS LIVROS SERÃO DADOS, E ELES CRERÃO NELES E SE ALEGRARÃO ACERCA DELES, e então todo o justo que houver aprendido, portanto todos os caminhos de retidão serão recompensados." (I Chanock 104:10-13)

 

6 - A MENSAGEM DO SEFER CHANOCK E A APOSTASIA

Ye’shua (O Messias) nos alertou que os últimos dias seriam como os dias de Noach (Noé) Mt. 24:37-38, e este é um tema importantíssimo no Sefer Chanock. Chanock alerta da vinda do juízo do dilúvio, e traça paralelos com o Juízo Final dos últimos dias. O Sefer Chanock até mesmo profetiza que nos últimos dias “mulheres  ficarão grávidas e abortarão os seus bebês e os expulsarão do meio delas”  I Chanock 99:5.

O Sefer Chanock fala de como 200 anjos caídos liderados por Shemirrazá e Azazel viram e desejaram” fêmeas humanas e copularam com elas, produzindo uma raça de “nefilim” (gigantes - vide I Chanock 6) e ensinaram à humanidade segredos tais como magia, a confecção de armas (I Chanock 7-8) e como fazer um aborto (I Chanock 69:12). O juízo de YHWH finalmente chega. Shemirrazá e “todos os seus associados” são mantidos cativos “por setenta gerações” até  “o juízo que é permanente ser consumado” (I Chanock 9:11-12).

 

 

6 - CONCLUSÃO

A longa noite de apostasia está chegando ao fim. E, tal qual profetizado, o Sefer Chanock está novamente sendo trazido à luz para que ele possa ser um motivo de alegria e retidão e muita sabedoria para aqueles que observarem a Torá nos últimos dias. A consumação de todas as coisas está próxima.

 

 

Os anjos copularam com as mulheres

Sefer Chanock - Capítulo 7:1-6

“1 E sucedeu que, quando os filhos dos homens haviam se multiplicado, naqueles dias lhes nasceram filhas belas e graciosas. E os anjos, os filhos do céu, as viram e cobiçaram, e disseram uns aos outros: Vinde, escolhamos esposas para nós dentre os filhos dos homens e geremos

filhos.  E Shemirrazá, que era o líder deles, disse a eles: Temo que vós

não concordeis de fato em fazer tal coisa, e que eu sozinho tenha que

pagar a punição de um grande pecado. E todos eles responderam a

ele e disseram: Nós faremos um juramente, e nos obrigaremos por

maldições para não abandonarmos este plano, mas para fazermos tal

coisa. Então eles fizeram juramento juntos e se obrigaram por maldições

sobre ele. E eles eram ao todo DUZENTOS, e desceram nos dias de Yared

(Jarede) ao cume do monte Hermon (maldição), e eles o chamaram de

monte Hermon, porque haviam jurado e se obrigado por maldições sobre

ele.”

 

 

O MONTE HERMOM, ONDE AS SENTILELAS SE AMARRARAM COM JURAMENTOS DE MALDIÇÕES

 

SHEMIRRAZÁ E SEUS ANJOS CAÍDOS

Sefer Chanock - Capítulo 69: 1,2:

“E depois desse juízo eles os aterrorizarão e os farão tremer, porque revelaram isso àqueles que habitam sobre a Eretz (Terra). 2 E eis os nomes daqueles anjos, e estes são os seus nomes: O primeiro deles é SHEMIRRAZÁ, o segundo AR’TEKIF, o terceiro RAMT’EL, o quarto KOKAV’EL, o quinto TAMI’EL, o sexto RAM’El, o sétimo DANI’EL, o oitavo ZIKI’EL, o nono BARAK’EL, o décimo AZAZ’EL, o décimo primeiro HERMONI, o décimo segundo MATR’EL, o décimo terceiro ANAN’EL, o décimo quarto SITWA’EL, o décimo quinto SHIMSH’EL, o décimo sexto SAHR’EL, o décimo sétimo TAM’EL, o décimo oitavo TUR’EL, o décimo nono YAMI’EL, o vigésimo ZOHARI’EL.”

 

Hierarquia angelical superior dos duzentos anjos caídos:

O Líder SHEMIRRAZÁ e os chefes das centenas e cinquentenas: 

 

1º  SHEMIRRAZÁ (o Líder) - ensinou aos homens encantamentos (magias), e o cortar raízes (Cap 8:3);     

2º AR’TEKIF (vice- Líder) - ensinou o desfazer magias e os sinais da Terra (Cap 8:3);

3º   RAMT’EL                                                                    

4º  KOKAV’EL -  ensinou as constelações das estrelas (Cap 8:3);     

5º   TAMI’EL  - Seu nome significa “Ensinado de Elohim”                                                  

6º   RAM’El,                                                   

7º   DANI’EL -  Seu nome significa “Juízo de Elohim”    

8º   ZIKI’EL  -  ensinou os sinais de luz  (Cap 8:3);                                                        

9º   BARAK’EL – Seu nome é “Bendito de Elohim” - ensinou os sinais de trovões  (Cap 8:3);                   

10º AZAZ’EL - ensinou aos homens a fazerem espadas de ferro, e facas, e escudos, e peitorais de bronze, e os fez conhecerem os metais que são escavados da terra, e a arte de trabalhar o ouro, e o conhecimento da prata, e braceletes, e ornamentos, e o conhecimento do antimônio, e a fabricação de espelhos, e o embelezamento das sobrancelhas, e de todo tipo de pedras preciosas, e todas as tinturas coloridas para que o mundo fosse alterado (Cap 8:1); 

11º   HERMON (hoje sinônimo de maldição)

12º   MATR’EL

13º   ANAN’EL

14º   SITVA’EL

15º    SHIMSH’EL- ensinou os sinais do sol (Cap 8:3);                   

16º   SAHR’EL – (Príncipe de Elohim) - ensinou os sinais da lua (Cap 8:3);

17º   TAM’EL

18º   TUR’EL

19º   YAMI’EL

20º   ZOHARI’EL - זהר zohar  -  claridade, fulgor “Fulgor de Elohim

21º  AZAZYEL

 

Hierarquia inferior dos duzentos anjos caídos:

Os prefeitos das dezenas - Chanock  7:9

 

1º  SAMIAZA (O LÍDER) – ensinou sortilégios. Deitou-se com as mulheres e as revelou sinais. (Cap 7:9;9:6)

2º    URAKABARAME’EL

3º    AKIBE’EL

4º    TAMI’EL     Tummiym’el     “Perfeição de Elohim

5º    RAMU’EL    Chammuw’el   Hamuel = “Elohim aquece”

6º    DAN’EL    “Juízo de Elohim”

7º    AZKE’EL

8º    SARAKNYAL

9º    ASA’EL     aza (aramaico) calor -  “Calor de El”

10º ARMERS

11º BATRAAL

12º ANANE   “Presenteado

13º ZAVEBE

14º SANSAVE’EL

15° ERTA’EL

16º TUR’EL  Tuwr’el  “Diadema de Elohim”

17º YOMIA’EL

18º AZARI’AL    Asar’el    Asareel = “Elohim mantém”

 

ESTES GERARAM ATRAVÉS DAS MULHERES TRÊS RAÇAS PERVERTIDAS:

Chanock 7:11, veja também o Livro dos Jubileus

1º Os Elioud

2º Os Nefhilim (“derrubadores”) conhecido dentre os filhos de Israel como ANAQUIM. Estes mataram os Elioud)

Os grandes gigantes (estes matavam os Nefhilim)

 

A GUERRA DOS GIGANTES

Sefer Chanock  8:2-54:

“E elas engravidaram, e geraram grandes gigantes, cuja altura era de três mil cúbitos, e não havia nascido na Terra filhos de força equiparável à deles. E eles devoravam tudo o que os homens produziam. E quando os homens não mais conseguiram lhes prover, os gigantes se voltaram contra eles e devoraram a humanidade. E eles começaram a pecar contra aves, e feras, e répteis, e peixes, e a devorar a carne um do outro, e a beber o sangue”   

 

OS NEFHILIM NA TORÁ (PENTATEUCO)

BERESHIT - GÊNESIS 6:1-4:

Sucedeu que, quando os homens começaram a multiplicar-se sobre a terra, e lhes nasceram filhas, viram os filhos de Elohah (as sentinelas/guardiões) que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram.... Naqueles dias estavam os NEFILINS (derrubadores) na terra, e também depois, quando os filhos de Elohah conheceram as filhas dos homens, as quais lhes deram filhos. Esses NEFILINS eram os valentes, os homens de renome, que houve na antigüidade”  BERESHIT -GÊNESIS 6:1-4:

 

BEMIDBAR - Números 13:33:

 “Também vimos ali os NEFILINS, isto é, os filhos de ANAQUE (אנך) Anak – “SER ESTREITO”. Talves pelo seu comprimento), que são descendentes dos NEFILINS; éramos aos nossos olhos como gafanhotos”   

 

DEVARÍM - Deuteronômio 9:2: 

“Um povo grande e alto, filhos dos ANAQUINS (Estreitos), que tu conhecestes, e dos quais tens ouvido dizer: Quem poderá resistir aos filhos de Anaque?”

 

 

 

AZAZEL O PAI DO PECADO

Sefer Chanock - Capítulo 10:8:

E toda a Terra se corrompeu através das obras que foram ensinadas por Azazel: a ele atribui todos os pecados."

 

Nota: Realmente este príncipe dos anjos caídos é mencionado em Vaikrá (Levítico) 16:8:

“E Arão lançará sortes sobre os dois bodes: uma pelo Senhor (para perdão), e a outra por Azazel (juízo)... Mas o bode sobre que cair a sorte para Azazel será posto vivo perante o Senhor, para fazer expiação com ele a fim de enviá-lo ao deserto para Azazel...”

 

Nota: Dois bodes eram necessários para os serviços de purificação. Um dos bodes era para o Eterno e este deveria morrer em lugar do pecador arrependido. Simboliza Ye’shua o Cordeiro (bode) sacrificado inocentemente em nosso lugar. Porém o outro bode, o bode para Azazel não era sacrificado, este bode recebia a culpa dos pecados dos filhos de Israel, pela a imposição das mãos do sacerdote que imediatamente era levado ao deserto e lá deixado para morrer.  Simbolicamente os pecados do filho de Israel eram levados para sempre sobre a cabeça do bode de Azazel.

A tradição judaica - הלכה Halachah - dá uma luz maravilhosa concernente ao assunto. Segundo a tradição, o bode para Azazel era levado ao deserto e lá lançado precipício abaixo. Sobretudo não é difícil entendermos este costume se compararmos com o Sefer Chanock:

“Amarrou as mãos e os pés de Azaz'el, e lançou na escuridão. E faz uma abertura no deserto, o qual é em Dudael, e lançou lá dentro”.

 

“E toda a Terra se corrompeu através das obras que foram ensinadas por Azazel: a ele atribui todos os pecados."     Capítulo 10:8

 

 

 

AS SENTINELAS NÃO OBTERÃO SHALOM (PAZ)

“E Ele me disse: “Chanock, tu que és escriba da justiça, vai, e declara às Sentinelas do céu que deixaram o alto céu, o separado lugar eterno, e se profanaram com mulheres, e fizeram conforme os filhos da Terra, e tomaram para eles mulheres: Vós operastes grande destruição na Terra e vós não tereis shalom (paz/repouso) ou perdão do pecado.” Sefer Chanock 13:4,5.

 

Ye’shua confirma o sefer Chanock  - Matitiahu (Mt) 12:43:

“Ora, havendo o espírito imundo saído do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso (Shalom/descanso), e não o encontra”   

    

AS SENTINELAS NÃO OBTERÃO PERDÃO E ESTÃO JULGADOS

Sefer Chanock 15:4: 

“Eu Chanock escrevi a vossa petição (arrependimento das sentinelas), e em minha visão pareceu-me que vossa petição não será concedida a vós por todos os dias da eternidade, e que o juízo foi finalmente proferido sobre vós; e um decreto contra vós”

 

NotaYe’shua confirma – Yohanam (Jo) 16:11:  “Porque o príncipe deste mundo já está julgado”

 

Sefer Chanock - Capítulo 60:13:  

“E Ele convocará todas as hostes celestiais, e todos os santos acima e a hoste, de Elohah: Os k’ruvim (Querubins), serafim, ofanim, e todos os anjos de poder, e todos os anjos dos principados, e o Escolhido”

 

“E então Mika'el (Miguel), Rafa’el, Arsailaliur (Uri'el), e Gavri'el (Gabriel) olharam para baixo, desde o Santuário Celestial, e viram o quanto de sangue era derramado sobre a Eretz (Terra), e toda Eretz estava coberta de transgressão da Torá (Lei)... 4 E Rafa'el e Micha'el disseram ao Adon HaOlam: “Nosso Grande Senhor, Tu és Senhor do Universo, Nosso Senhor dos Senhores, Nosso Elohim, Rei dos Reis, e Elohim do Universo, o trono da Tua majestade permanece por todas as gerações dos séculos, e o Teu Nome sagrado e majestoso e bendito por todos os séculos....  6 Tu vistes o que Azaz'el tem feito, e como ele ensinou toda iniqüidade na Terra e revelou os segredos eternos que estão no céu, os quais os homens estavam praticando. 7 E Shemirrazá, a quem Tu concedeste autoridade para reinar sobre seus companheiros. 8 E eles foram até as filhas dos homens sobre a Eretz, e dormiram com as mulheres, e se profanaram, e revelaram a eles toda sorte de pecados. 9 E as mulheres conceberam gigantes, e toda a Terra está, portanto repleta de sangue e iniqüidade”

 

ELOHIM ENVIA SEUS ARCANJOS

Sefer Chanock - capítulo 10:1-6:

“Então disse o El Elyon (Elohim altíssimo), o Grande e Sagrado falou, e enviou Arsailaliur (Uri'el) ao filho de Lamech e disse a ele: "Vai até Noach (Noé) e diz a ele em Meu Nome: “Esconda-te” e revela a ele que o fim se aproxima; que toda Terra será destruída, e um dilúvio está por vir sobre toda a Terra e destruirá tudo o que nela está.... 4 E novamente יהוה YÁHUEH disse a Rafa'el: "Amarra as mãos e os pés de Azaz'el, e lança na escuridão. E faz uma abertura no deserto, o qual é em Dudael, e lança-o lá dentro. 5 E coloca sobre ele rochas duras e espinhosas, e cobre-o com escuridão, e que ele lá habite para sempre, e cobre a sua face para que não veja a luz. 6 E no dia do grande juízo ele será lançado no fogo”

 

 

PRESOS POR SETENTA GERAÇÕES:

Sefer Chanock - Capítulo 10:1:12:

“E יהוה YÁHUEH disse a Mika'el: Vai, e informa a Shemirrazá e a seus companheiros que se uniram às mulheres de modo a se profanarem com elas em toda a sua imundícia. E quando os filhos deles morrerem, e eles tiverem visto a destruição dos seus amados, amarra-os firmemente por setenta gerações nos vales da Eretz (Terra), até o grande dia do juízo e da consumação deles, até o juízo que é permanente for consumado”

 

Agora, se contarmos as gerações de Chanock até Ye’shua (o Mashiach Salvador), descobriremos que houve exatamente setenta gerações:

 

Lucas 3:23-27: 

“Ora, YE’SHUA (70), ao começar o seu ministério, tinha cerca de trinta anos; sendo (como se cuidava) filho de José (69), filho de Eli (68); Eli de Matate (67), Matate de Levi (66), Levi de Melqui (65), Melqui de Janai (64), Janai de José (63), José de Matatias, (62) Matatias de Amós (61), Amós deNaum (60), Naum de Esli (59), Esli de Nagai (58), Nagai de Maate (57), Maate de Matatias (56), Matatias de Semei (55), Semei de Joseque (54), Joseque de Jodá (53),  Jodá de Joanã (52), Joanã de Resa (51), Resa de Zorobabel (50), Zorobabel de Salatiel (49), Salatiel de Neri (48), Neri de Melqui (47), Melqui de Adi (46), Adi de Cosão (45), Cosão de Elmodã (44), Elmodão de Er (43),  Er deJosué (42), Josué de Eliézer (41), Eliézer de Jorim (40), Jorim de Matate (39), Matate de Levi (38), Levi de Simeão (37), Simeão de Judá (36), Judá de José (35), José de Jonã (34), Jonã de Eliaquim (33), Eliaquim de Meleá (32), Meleá de Mená (31), Mená de Matatá (30), Matatá de Natã (29) Natã de Davi (28), Davi de Jessé (27), Jessé de Obede (26), Obede de Boaz (25), Boaz de Salá (24), Salá de Nasom (23), Nasom de Aminadabe (21), Aminadabe de Admim (20), Admim de Arni (19), Arni de Esrom (18), Esrom de Farés (17), Farés deJudá (16),  Judá de Jacó (15), Jacó de Isaque (14), Isaque de Abraão (14), Abraão de Tará (13), Tará de Naor (12), Naor de Seruque (11), Seruque de Ragaú (10), Ragaú de Faleque (9), Faleque de Eber (8), Eber de Salá (7), Salá de Cainã (6), Cainã de Arfaxade (5), Arfaxade de Sem (4), Sem de Noé (3), Noé de Lameque (2), Lameque de Matusalém (1), Matusalém de ENOQUE (0), Enoque de Jarede, Jarede de Maleleel, Maleleel de Cainã,  Cainã de Enos, Enos de Sete, Sete de Adão, e Adão do Eterno Elohim”

 

Portanto as setenta gerações que terminaram em Ye’shua teriam acabadas exatamente na destruição da cidade de Yerushalaim (Jerusalém) no ano setenta depois de Ye’shua, já que segundo a bíblia uma geração é de setenta anos, Salmos 90:10: 

“A duração da nossa vida é de setenta anos; e se alguns, chegam a oitenta anos, a medida deles é canseira e enfado”

          

Acerca de sua geração Ye’shua profetizou: 

“Em verdade vos digo que não passará esta GERAÇÃO sem que todas essas coisas se cumpram” Matittiahu (Mt) 24:34

 

Matittiahu (Mt)12:39,41: 

 “Mas ele lhes respondeu: Uma GERAÇÃO má e adúltera pede um sinal; e nenhum sinal se lhe dará, senão o do profeta Jonas... Os ninivitas se levantarão no juízo com esta GERAÇÃO, e a condenarão; porque se arrependeram com a pregação de Jonas. E eis aqui quem é maior do que Jonas”

 

Lucas 12:50,51:  

“Para que a esta GERAÇÃO se peçam contas do sangue de todos os profetas que, desde a fundação do mundo, foi derramado; desde o sangue de Abel, até o sangue de Zacariahu, que foi morto entre o altar e o santuário; sim, eu vos digo, a esta GERAÇÃO se pedirão contas”

 

- Kefah (Pedro) cheio da Ruach haKódesh (Espírito Santo) também profetizou:

“E com muitas outras palavras dava testemunho, e os exortava, dizendo: salvai-vos desta GERAÇÃO perversa”

 

- O que aconteceu na geração posterior a de Ye’shua em que os anjos caídos seriam soltos após setenta gerações? Isto nos leva ao comentário interessante feito por um autor nazareno, Hegésipo, por volta de 185 DC, onde ele relata o princípio da apostasia:

"Até aquele período, a Kehilá  (congregação) havia permanecido como uma virgem pura e incorrompida. Pois, se havia quaisquer pessoas que estivessem dispostas a adulterar a regra plena da proclamação da salvação, eles ainda habitavam em um lugar sombrio de confinamento ou outro. Mas, quando o grupo sagrado dos Emissários havia de diversas formas encerrados suas vidas, e aquela geração de homens a quem havia sido confiado ouvir a Sabedoria divina haviam falecido; então a confederação do erro afastado do Eterno cresceu através da traição dos falsos mestres que, vendo que nenhum dos emissários havia sobrevivido, tentaram largamente com a cabeça exposta e erguida se oporem à proclamação da verdade, proclamando um falso e suposto conhecimento” (Hegésipo, Memória)

 

A geração que sucedeu à de Ye’shua e de seus emissários coincide justamente com a geração na qual Shemirrazá e seus associados seriam libertados. E esta foi justamente a geração em que falsos mestres começaram, com as cabeças expostas e erguidas, a se oporem à proclamação da verdade: a exata geração na qual a apostasia teve início.

 

OS DISCÍPULOS CITAVAM O SEFER CHANOCK

VEJA COMO O APÓSTOLO KEFÁ (PEDRO) CITA ESTA PASSAGEM DE CHANOCK:

“Porque se Elohah não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no Sheol, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o juízo”    II Kefá ( II Pd) 2:4:

 

Sha’ul (Paulo) I CO 6:3: 

 “Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?”  

 

Sha’ul (Paulo) I CO 11:10: 

“Portanto, a mulher deve trazer sobre a cabeça um sinal de submissão, por causa dos anjos”

Nota: Este texto diz claramente para as mulheres (casadas) usarem seus véus, pois estes são sinal de que as mesmas são comprometidas e pertencem a seus maridos “Senhores”. O interessante é a expressão: “Por causa dos anjos”. Claramente fazendo referencia aos anjos caídos!

 

O Apóstolo Yehudá (Judas) 1:6,7:

“Aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia, assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se prostituído como aqueles anjos, e ido após outra carne, foram postas como exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno”

Nota: Temos aqui uma confirmação do Apóstolo de Ye’shua nosso Salvador, que os “anjos que não guardaram seu principado” foram comparados com Sodoma e Gomorra que “havendo se prostituído como aqueles anjos e ido após outra carne foram postos por exemplo”

 

1º Os anjos deixaram seus principados e foram após outra carne. Ou seja, tiveram relações com as terrestres que são de outra natureza e contra a natureza cometeram esta transgressão da Torá. Também os habitantes das cidades Sodoma Gomorra e das cidades circunvizinhas mantiveram relações homossexuais (híbridas) que é contra a natureza e transgrediram à Torá.

2º Os anjos caídos terão o mesmo fim das cidades destruídas com fogo e enxofres. São exemplos para todos que a rebelião contra Elohim não tem virtude alguma.

 

 

ANJOS CAÍDOS E SUAS PRÁTICAS

Sefer Chanock - Capítulo 69: 3-7:

 “E estes são os chefes de seus anjos e os seus nomes, e os chefes sobre cem e sobre cinqüenta e sobre dez”

 

 

Chefes de cem (100), cinqüenta (50) e dez (10) :

Fonte - Sefer Hanor Capítulo 69: 3-7:

1º -  YEKON (O Rebelde) – Desviou os “filhos de Elohim" chamados melahim (mensageiros/anjos) e os fez descer à Terra para cobiçarem a filhas dos homens;

2º -  ASBE’EL אשבל Ashb’el  = “Um homem em Elohim ou Eshb’el fogo de Elohim” - Deu conselho maligno aos separados melahim (anjos), filhos de Elohim, e os desviou para que profanassem seus corpos com as filhas dos homens;

3º -  GADRE’EL – Ensinou aos homens os golpes de morte, a confecção de espadas e escudos com toda a sorte de instrumentos de guerra. Também Gadre’el desviou a Eva;

4º -  PENEMUE - Ensinou aos homens os segredos das ervas doces e amargas e seus mistérios (doutrina dos curandeiros). Também ensinou aos homens a escrita com pena e tinta para perverter suas mentes;

5º - KASDEYA -  Ensinou o ferir com os espíritos malignos (ritual de magia negra) e o ferir do filho no ventre, para que morresse (aborto), e o ferir da alma pelas mordidas da serpente, e o ferir que vem pelo calor do meio-dia, e o filho da serpente, chamado TABA’ET (Macho/ Forte).

 

AS QUATRO HIERARQUIAS DO MAL

- Do grego Tãs Archas “Os Principados”. Espíritos chefes da mais alta patente de HaSatan (Satanás, acusador/adversário);

- Do grego Tãs Eksusias“Os poderes/potestades”. Espíritos de segundo escalão de Samael (nome de HaSatan no hebraico); determinam e executam as operações dos Tãs Archas  “Os Principados”;

- Do grego Tus Kosmokrátoras tu tutu Skótus = “Os Dominadores do Mundo”. Demônios operários cuidam das tragédias, crimes, motins, crises...;

- Do grego Tã Pneumatikã Ponirías = “As Forças Espirituais do Mal”. Compõem a mais baixa hierarquia das trevas. São espíritos satânicos responsáveis por adultérios, promiscuidades, baixarias, morais....

 

 

O JURAMENTO DE AKAE E O NOME SAGRADO

Extraído Sefer Chanock - Capítulo 69: 14-17:

 KASBE’EL - Chefe sobre o juramento que o El-Elyon  revelou  aos  separados Melahim. E o seu nome é BEKA (ב ק ע)   beqa -  Irromper). Pediu ao Arcanjo Mika’el (Miguel) para que lhe revelasse O NOME e o JURAMENTO para que compreendessem, lembrassem e tremessem perante O NOME E O JURAMENTO:

 

Sefer Chanock  - Capítulo 69: 14-17:

 “Esse (Beka) pediu a MIKA’EL (Arcanjo Miguel), o separado, que lhes revelasse O NOME SAGRADO, para que pudessem entendê-lo e recordarem, para que tremessem perante o NOME E O JURAMENTO.... E este é o poder desse juramento, pois é poderoso e forte. E ele colocou este juramento de AKAE na mão de MIKA’El, o separado. E estes são os segredos deste juramento. E eles são fortalecidos através do seu juramento: e o céu foi suspendido antes do mundo ser criado, e para sempre. E através dele a Eretz (Terra) foi fundada sobre a água, e dos recessos secretos das montanhas vêm belas águas, desde a criação do mundo até a eternidade”

Nota: Através do Nome do Filho do homem foram criados os céus e a terra. Mas este Nome não poderia ser manifestado aos homens antes do tempo determinado por Elohah. Porém as sentinelas caídas revelaram o segredo. Isto pode ter sido um dos fatores determinantes para a destruição do povo antediluviano.

 

 

O NOME DO FILHO DO HOMEM FOI REVELADO ישוע (YE’SHUA)

Sefer Chanock - Capítulo 69: 25:-29:

“E este juramento é poderoso sobre eles, e através dele são preservados e seu trajeto não é destruído. E houve grande alegria entre eles, e eles abençoaram e engrandeceram e exaltaram, porque O NOME DAQUELE FILHO DO HOMEM LHES FORA REVELADO. E Ele se assentou no trono de Sua majestade, e a soma do juízo foi dada o Filho do Homem, e Ele fez perecerem os pecadores e serem destruídos da face da Terra. E também todos aqueles que fizeram o mundo se desviar com correntes serão presos, e em seu lugar de ajuntamento serão aprisionados para destruição, e todas as suas obras desaparecerão da face da Terra. E desde então nada haverá de corruptível, pois Aquele Filho do Homem apareceu, e se assentou no trono de Sua grandeza. E todo mal perecerá perante a Sua face, e a Palavra do Filho do Homem irá adiante e será forte perante יהוה  YÁHUEH Tseva’ot (Yáhuh dos exércitos)”

 

Sefer Chanock - Capítulo 69:28:

“Com correntes serão presos (os anjos caídos), e em seu lugar de ajuntamento serão aprisionados para destruição, e todas as suas obras desaparecerão da face da Eretz”

 

GUILYANA/REVELAÇÃO - APOCALIPSE 20: 1: 

“E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão (Samael), a antiga serpente, que é o Diabo e haSatã (Adversário), e o amarrou por mil anos. Lançou-o no abismo, o qual fechou e selou sobre ele, para que não enganasse mais as nações até que os mil anos se completassem. Depois disto é necessário que ele seja solto por um pouco de tempo”

 

 

 

OS SETE GUARDIÕES (SENTINELAS) DE ELOHIM

Sefer Chanock - capítulo 21:1-8, 39:9:

1º  - URI’EL,  אוריאל  “Elohim é a minha luz” um dos separados melachim (anjos), que está sobre o mundo e sobre o Tach’ti (terror).

2º -   RAFA’El,   רפאל  “Elohim da cura” um dos separados melachim que está sobre os espíritos dos homens.

3º - RAU’EL, רעואל  Re ̀uw’el  Reuel ou Raguel = “Amigo de Elohim” um dos separados melachim que toma vingança sobre o mundo das luminárias.

4º - MIKA’EL, מיכל  Miyka’el  “Aquele que é semelhante a Elohim” um dos separados melachim que está sobre o conhecimento. É apontado sobre a maior parte da humanidade e sobre o lugar da desordem. Peleja por Israel.

5º - SARI’EL  שערלא Sar’el   Tempestade de Elohim” - um dos separados melachim, que está sobre os espíritos daqueles que pecam contra o espírito.

6º - GAVRI’EL, גבריאל Gabriy’el   Guerreiro de Elohim” um dos separados anjos, que está sobre o Gan Eden (Jardim do Éden) e sobre os Serafim (serafins), e sobre os K’ruvim (Querubins).

7º - RUMI’EL - um dos separados melachim a quem Elohah apontou sobre os que se levantam.

 

OS 4 MELAHIM DAS VOZES NO SHAMAIM (CÉUS)

Sefer Chanock - capítulo 40:9:

 MIKA’EL - (Quem é semelhante à Elohim) -  o misericordioso e longânimo;

2º RAFA’EL - (Elohim cura) - é apontado sobre todas as enfermidades e feridas dos filhos dos homens;

3º GAVRI’EL – (Guerreiro de Elohim) é apontado sobre tudo o que é poderoso;

4º P’NU’EL - (Face de Elohim) - é apontado sobre o arrependimento para a esperança daqueles que herdarão a vida eterna.

 

OS NOMES DOS CONDUTORES DO TEMPO

“Estes são os nomes daqueles que conduzem, que vigiam e entram em suas estações de acordo com suas ordenanças e seus períodos, em seus meses, no tempo de sua influencia e em suas estações. Quatro condutores deles entram primeiro(nas quatro estações), os quais separam os quatro quartos do ano. Depois destes, doze condutores de suas classes, que separam os meses e o ano em trezentos e sessenta e quatro dias, com os líderes de mil, os quais distinguem entre os dias, tanto quanto os adicionais”  Chanock 81:10

 

Os quatros condutores das classes das estrelas - Sefer Chanock 81:12:

 

1º MELKEL

2º HELAM’MELAK – Pode vir de:  ה ל ם Helem  = “derrubador”; “Derrubador do Rei

3º MELIAL

4º NAREL

 

Os três que comandam os quatros condutores das classes das estrelas - Sefer Chanock 81:13,14:

 

1º  ADNAREL

2º  YASUSAL

3º  YELUMEAL

 

 

OS CONDUTORES DO TEMPO E CHEFES DE MIL -  Sefer Chanock 81:15,16

 

MELKIAH (Iah é Rei) também chamado TAMANI e ZAHAI – este governa a primeira parte do ano;

BARKEL  - CHEFE DE MIL;

ZELSABEL CHEFE DE MIL;

HELOIÁLEF -  הלו hilluwl =  “louvor” e   א ל ף   Áleph = Um;   “Primeiro Louvor”

HELEM’MELEK (O ESPLÊNDIDO) – ה ל ם   Helem   = “batedor”, “golpeador” e Melek = “Rei”;  “Golpeador do Rei

 

 

OS CONDUTORES  MAIORAIS - CHEFES DOS CHEFES DE MIL - Sefer Chanock 81:19-22

 

GADAEIAL

KEEL

3º  HEEL

 

 

O NOME DO LÍDER ADICIONAL DE MIL

·  ASPHAEL

 

 

OS 4 ARCANJOS (MIGUEL, URIEL RAFAEL E GABRIEL) INTERCEDEM PELA TERRA CORROMPIDA PELOS ANJOS CAÍDOS - Sefer Chanock -Capítulo 9:1

 

1º MIKA’EL (Quem é semelhante à Elohim?)

2º RAFA’EL  (Elohim da Cura)

3º ARSAILALIUR (URI'EL para os gregos)

4º GAVRI’EL (Guerreiro de Elohim)

 

 

NA ESCRITURA, NO LIVRO DO PROFETA DANI’EL, O ARCANJO GAVRI’EL RELATA O SOCORRO PRESTADO PELO ARCANJO MIKA’EL:

Dn 10:13:   

“Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; e eis que Mika’el, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu o deixei ali com os reis da Pérsia” 

 

                                                                                                                                                                   

AS POTESTADES CELESTIAIS E SUAS ORDENS - Sefer Chanock - Capítulo 60:13

 

1º - ARCANJOS - do hebraico Man’hig Malak ou Ikarí Malak = “Chefe-Anjo” (Primeiro Príncipe)

2º - K’RUVIM (Querubins) plural de K’ruv conhecimento”- Anjos da guarda celeste e quer dizer “Eles conhecem”, “Efusão de sabedoria

3º - SERAFIM (serpentes que ardem em fogo). Etimologicamente Saraf significa: “serpente que queima” ou “serpente ardente

4º - OFANIM - Classe desconhecida por não constar na Bíblia reconhecida como canônica.

 

 O SÉTIMO CÉU

- É onde habitam os seres mais poderosos das regiões celestes

- Os chefes de todas as 10 formas de anjo

- Os arcanjos do Sétimo Céu são feitos de fogo e governam sobre a luz

- Somente os Arcanjos do Sétimo Céu tem acesso direto ao Trono de Yáhuh

- É o local onde habitam arcanjos como Micha'el, Fanu'el e Gavri'el

- Os Arcanjos do Sétimo Céu são, ao todo, 24. Há um trono para cada Arcanjo

- A Shehiná habita no Sétimo Céu como 7 fontes luminosas (Menorá/candeeiro)

- Ao lado da Grande Menorá (candelabro) 7 fontes luminosas,

- As portas do Gan Eden (Jardim do Éden também conhecido como “A Nova Jerusalém) são guardadas por 12 anjos das legiões de Mika'el e Yirmi'el

 

 

A trasladação de Hanor (Enoque) - Sefer Chanock - capítulo 70:1,2:

 “E sucedeu depois disso que o seu nome (Hanor) durante toda a sua vida foi elevado até o Filho do Homem e até   יהוה  YÁHUH Tseva’ot dentre todos os que habitam na Terra. E ele foi elevado nas carruagens da Ruach e o seu nome desapareceu dentre eles”

 

Bereshit - Genesis 5:24:

 “Enoque (Chanock) andou com Elohim; e não apareceu mais, porquanto Elohim o tomou”

 

 

1 - A BATALHA FINAL DOS FILHOS DA LUZ

Fonte“Manuscrito de Guerra essênio” (1QM e 4Q491-496) - uma seção apocalíptica da guerra do povo de  יהוה   Yáhueh. A seção, bastante extensa, narra guerras tanto de âmbito espiritual, contra os espíritos malignos que servem a Beli'al, quanto de âmbito físico, contra os povos que ao comando de Beli'al se reunirão contra Isra'el.

 

“Naquele dia a kehilá (congregação) dos demônios e a kehilá (congregação) dos homens travarão batalha um contra o outro, resultando em grande massacre. Os Filhos da Luz e as forças das trevas lutarão um contra o outro para que seja revelada a força de Elohim com o rugido de grande multidão e o brado de demônios e de homens, um dia de calamidade. Será um tempo de tribulação para todo o povo que é redimido por Elohim. Em todas suas aflições, nenhuma existiu que fosse como ela, apressando-se para a conclusão como redenção eterna. Em três porções, os Filhos da Luz se levantarão com firmeza para desferirem um golpe na iniqüidade, e em três divisões o exército de Beli'al se fortalecerá para tentar forçar o recuo das forças da Luz. E quando os estandartes da infantaria fizerem seus corações temerem, então o Poder de Elohim fortalecerá os corações dos Filhos da Luz. E na sétima porção a Grande Destra de Elohim sobrepujará Beli'al e todos os anjos de seu domínio, e todos os homens de suas forças serão destruídos para sempre.” (Fonte: 1QM)

 

Resumo da batalha:

O Ataque de Israel:

1º - Em três ataques os filhos da luz (Israel) tentarão subjugar com toda força a iniquidade (as nações que marcharão contra ele);

 

O contra-ataque das nações:

2º - Em três divisões o exército de Beli'al se fortalecerá para tentar forçar o recuo das forças da Luz. (Até então houveram seis investidas; três ataques de Israel e três contra-ataques das nações).

 

A Manifestação de Y'eshua

3ª E quando os estandartes da infantaria (das nações) fizerem os corações temerem, então o Poder de Elohim fortalecerá os corações dos Filhos da Luz (Israel). E na sétima porção (o sétimo ataque) a Grande Destra de Elohim (Ye’shua) sobrepujará Beli'al e todos os anjos de seu domínio, e todos os homens de suas forças serão destruídos para sempre.

 

Guilyana - Apocalipse 20:7-10: 

“Ora, quando se completarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão, e sairá a enganar as nações que estão nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, a fim de ajuntá-las para a batalha. E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos (Jerusalém) e a cidade querida (Jerusalém); mas desceu fogo do céu, e os devorou (o sétimo ataque liderado por Ye’shua);  e o Diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta (cristianismo de  Roma) e o falso profeta (Maomé/Islamismo)”

 

Zacarias 12:3,6-9

“Naquele dia farei de Jerusalém uma pedra pesada para todos os povos; todos os que a erguerem, serão gravemente feridos. E ajuntar-se-ão contra ela todas as nações da terra...6 Naquele dia porei os chefes de Judá (Força política em Israel) como um braseiro ardente no meio de lenha, e como um facho entre gavelas; e eles devorarão à direita e à esquerda a todos os povos em redor; e Jerusalém será habitada outra vez no seu próprio lugar, mesmo em Jerusalém....9 E naquele dia, tratarei de destruir todas as nações que vierem contra Jerusalém”

 

 

ARMAGEDOM, O CAMPO DA BATALHA

Do hebraico Har = “monte” e Mehíd’dón= “reunião de tropas”, ou seja: “Monte de Reunião de tropas” - É neste lugar que ocorrerá a última e grande guerra que resultará na derrota das hostes malignas. O grande vale de Megido, no passado, testemunhou grandes lutas travadas e muitas vidas sendo ceifadas. Neste lugar, na planície de Esdrelom (parte do território armagedônico), Débora e Barak triunfaram diante dos cananeus – Gideon  (Gideão) prevaleceu sobre os corajosos midianita (Jz 4,5,7) – Alí o rei Saul (Sha’ul) juntamente com seu filho tombou mortalmente diante dos filisteus (1 Sm 31:8). Igualmente Josias caiu diante de Neco, faraó egípcio (2 Rs 23:29,30). Lá também, o profeta Eliahu (Elias) venceu os quatrocentos e cinqüentas profetas de baal prefigurando o que acontecerá muito em breve. Hashem, o Eterno, pelejará por Israel e vencerá! 

 

 

2 - OS ESTANDARTES DOS EXÉRCITOS DE ELOHIM

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os Esquadrões das tribos escoltando o Tabernáculo móvel no deserto:

 

                                            

 

Nota: O Exército de Israel era dividido em quatro grupos de três tribos. No pelotão da frente, ao oriente, seguiam as tribos Judá, Issacar e Zevulun. Estas guiavam as outras para Kenaã (Canaã) a Terra prometida. As duas maiores tribos Judá e Efraim guardavam a frente e o fundo do Tabernáculo Móvel. Ainda mais próximos da Tenda sagrada, estavam os filhos de Levi, ou seja, os levitas: As famílias de Merari, Coate e Guérson. Cada uma destas famílias tinha uma obrigação com parte do transporte da Tenda móvel e cuidavam para que nenhuma outra tribo se aproximasse da Tenda para que não fossem mortos. Cada tribo tinha seu próprio estandarte para identificação. Uma organização fantástica para um povo peregrinando pelo deserto!

Na Torá (Pentateuco), temos a informação de que o Eterno ordenara que fizessem trombetas de prata para que estas servissem de sinal de convocação das tribos e dos príncipes das tribos. Os toques emitiam sinais para marchar, para acampar ou para reuniões solenes. Os toques podiam ser “tinindo”, repicado, “quebrado" ou longo, cada toque para uma comunicação diferente.

 

 A formação do Exército de Israel e seus estandartes no dia da grande peleja - Texto Profético (Fonte: 1QM) Manuscritos do Mar Morto – Qum’ram

 

No Estandarte Principal será escrito:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estandarte das Três Tribos ao oriente

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                                                                                                               

                      Estandarte das Três Tribos ao norte                    Estandarte das Três Tribos ao sul 


                                                                                             

 

 

                                                                                                          

                                                                          

 

 

 

 


  

                                                                                  

 

 

 

       

                                                                                              

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  Estandarte das Três Tribos ao ocidente


 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

Continuação dos textos proférticos:

No Estandarte dos Milhares de Israel será escrito ainda:

“A ira de Elohim se desprendeu contra Beli'al e todos os homens de suas forças sem remanescentes” Imprimirá também os nomes dos príncipes dos milhares e das centenas!"

 

Estandarte das Centenas  - Centuriões  -  Chefes de 100:

“Centenas de Elohim, o poder da guerra contra toda a carne pecaminosa”  - E os respectivos nomes dos Príncipes das centenas e das cinquentenas!

 

Estandarte das Cinquentenas:

“Terminou a resistência dos iníquos pelo Poder de Elohim” E os nomes dos Príncipes das cinquentenas e das dezenas!

 

Estandarte das Dezenas:

“Cânticos de júbilo a Elohim na harpa de dez cordas” Com os nomes dos Príncipes das dezenas e dos nove homens sob seu comando!

 

 

 

Estandartes antes, ao e após a batalha:

 


Quando saírem à peleja  escreverão nos estandartes
   

 

 

 

 


     

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   

 

                                                         Ao se aproximarem  da batalha escreverão:  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                
           

  

Mapa do Monte Hermom

 

 

 

 

 

     

                       Ao retornarem da batalha escreverão:  

 

Nome das 12 Tribos e seus significados:

 

REÚVEM (“RUBÉN”)  –   “EIS UM FILHO”

SH’MEON (“SIMEÃO”)  –  “FORMOSO”  

LEVI –  “UNIDO COM ELE”

YEHUDAH (“JUDÁ”)  –  “LOUVOR

Dà  –  “JUIZ

NAFTALI  –  “MINHA LUTA

GAD  –  “AFORTUNADO

ASHER (“ASER”)  – “ELOHIM ME CONCCEDEU

ISHACAR (“ISSACAR”)  –  “MINHA RECOMPENSA

Z’VULON (“ZEBULOM”)  –  “AQUELE QUE HABITA”

YOSEF (“JOSÉ”)  –  “ACRESCENTADOR

BEN’YAMIM (“BENJAMIM”)  –  “FILHO DA MÃO ODIREITA”  

 

Somente a tradução dos nomes colocado em ordem - Eis a revelação:

 “EIS UM FILHO FORMOSO E UNIDO COM ELE! LOUVE O JUIZ DA MINHA LUTA! O AFORTUNADO ELOHIM CONCEDEU MINHA RECOMPENSA. AQUELE QUE HABITA NO ACRESCENTADOR FILHO DA MÃO DIREITA!”

 

 

 

Nomes dos Príncipes de cada Tribo e seus significados:

 

Príncipe de Reúven (Rubén)  é Shamua (Renome)

Príncipe de Shimeon (Simeão) é Shafat (Ele julgou)

Príncipe de Levi – Guérson  - Ger’eshom   = (Estrangeiro/Exilado)

Príncipe de Yehudá  -  Calev  (Perseverante)

Príncipe de Dã  - Amiel (Povo de Elohim)

Príncipe de Naftali  - Nashbi (Profeta, Porta voz)

Príncipe de Gad Gueuel (Redentor)

Príncipe de Asher Setur (Aquele que tapa minha iniquidade)

Príncipe de Ishacar (Issacar) – Ygal (Ele vingará)

Príncipe de Z’vulun - Gadiel (Fortuna de Elohim ou Elohim é minha Riqueza)

Príncipe de Yosef (José) – Efraim é Hoshea (Oséias = Salvação)

Príncipe de Ben’yamim (Benjamin) Palt (Liberto)

 

Somente a tradução de todos os nomes dos Príncipes das Tribos segundo a Torá:

“Com renome Ele Julgou e exilou o perseverante povo de Elohim, porta voz do Redentor; aquele que tapa minha iniqüidade. Ele vingará! Elohim é a minha Riqueza, salvação. Estou liberto (do pecado)”

 

 

 

2 - Os Estandartes da Kehilá (Congregação) de Elohim

 

O manuscrito 4Q246.

 

 

 

 

 

Os essênios criam que o משיח Mashiach (Messias) seria ferido, e que seu reinado seria inicialmente breve, e posteriormente eterno. Nesse manuscrito, o Mashiach  משיח  é chamado de Filho de Elohah.

 

Ordem dos esquadrões e seus estandartes:

Estandarte Principal:

1º  “A Kehilá (Congregação) de Elohim”

2º Estandarte:  “Os Acampamentos de Elohim”

3º Estandarte: “As Tribos de Elohim”

4º Estandarte: “As Famílias de Elohim”

5º Estandarte: “As Divisões de Elohim”

6º Estandarte: “A Assembléia de Elohim”

7º Estandarte: “Os Chamados por Elohim”

8º Estandarte: “O Exército de Elohim”.

 

Ao se aproximarem da batalha escreverão:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando retornarem da batalha escreverão:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3 - AS TORRES DOS ANJOS

“Haverá dois portões em cada torre, um à direita e um à esquerda. Sobre os escudos dos soldados da torre escreverão, no primeiro: “Mika’el (Miguel)”, no segundo “Gavri’el (Gabriel)”, no terceiro “Sari'el” e no quarto “Refa'el.” E Mika’el (Miguel), e Gavri’el (Gabriel) estarão à destra, e Sari'el e Refa'el à esquerda. E os exércitos de יהוה Yáhuh sairão ao comando dos quatro anjos, para militar contra as forças de Beli'al. E eles estabelecerão emboscada para a linha de batalha das forças das trevas e elas perecerão nas mãos dos anjos de  יהוה  Yáhuh”   (Fonte: 1QM)

 

Nota: Neste texto temos uma importantíssima informação: A guerra é física, porém controlada e comandada pelos seres espirituais. No comando dos exércitos de Israel estarão os quatro arcanjos Mika’el, Gavri’el, Sari’el e Rafa’el.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nomes dos anjos grafados nos escudos dos soldados das torres à direita e à esquerda

                                 

 

 

 

 

Agora compare o escrito de Qum’ram com a profecia de Daniel:

“Naquele tempo se levantará Mika’el, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo; e haverá um tempo de tribulação, qual nunca houve, desde que existiu nação até aquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro”  Daniel 12:1

 

Nota:  OEterno Elohah se levantará para socorrer o seu povo no dia da angústia como o fez na aflição do povo no Egito, no dia em que os tirou com braço forte e estendido. Os bastidores desta guerra são conhecidos por poucos. Muitas vezes não temos noção de como se sucede uma batalha. Somente enxergamos o plano físico da mesma e não compreendemos como as hostes celestiais guerreiam juntamente com os eleitos em prol do estabelecimento do reino dos Shamaim (céus).

 

No Sefer (livro) de Yovelim (Jubileus) temos uma demonstração de como os Melachim (Anjos) do Eterno pelejaram com os principados das trevas para que o povo hebreu pudesse deixar a escravidão egípcia: 

 

“E no décimo quarto dia, décimo quinto, décimo sexto, décimo sétimo e no décimo oitavo (14, 15, 16, 17 e 18 de Avive), o príncipe Mastema (do ódio) foi amarrado e aprisionado atrás dos filhos de Israel, para que não os acusasse"

Nota: Veja nesta alegação que Elohah mandou que seus anjos amarrassem o PRÍNCIPE MASTEMA (príncipe inimigo/do ódio) desde o 14º dia, que foi o dia da saída do Egito e que se comemora a festa da Pêssach (páscoa) judaica, até o 18º dia. Isto é, por cinco dias.

É interessante observar que a somatória dos números dos dias mencionados no relato de Yovelim, em que o Eterno prende Mastema, totaliza 80:

14 + 15 + 16 + 17 + 18 = 80

 

O número 80 é a gematria numérica da expressão “Yáhueh Goalecha” (Yáhueh é o teu Redentor), que aparece em Yeshaiáhu (“Isaías”) 44:24:

 

“Assim diz o Yáhueh Goalecha (Yáhuh, teu Redentor), e que te formou desde o ventre: Eu sou o Yáhuh que faço todas as coisas, que sozinho estendi os céus, e espraiei a terra (quem estava comigo?)”  Yeshaiáhuh (Is) 44:24

 

Yovelim 48:18 revela a intenção de Elohim ao prender Ha’satã (O Acusador):

“E no décimo quarto dia, nós o amarramos para que não acusasse os filhos de Israel no dia em que pediram dos egípcios utensílios e vestimentas, utensílios de prata, e utensílios de ouro, e utensílios de bronze, para despojarem os egípcios por lhes terem servido à força no cativeiro. E não conduzimos os filhos de Israel do Egito de mãos vazias”

 

Nota: Hashem Elohah prende as hostes das sombras para que não acusassem os filhos de Israel no dia em que pediram indenização pelos anos em que trabalharam sob escravidão no Egito.

 

No 19º dia Elohim solta às potestades das trevas para que as mesmas inflamassem os egípcios a perseguirem os hebreus – Yovelim 48:16,17:

“E no décimo nono dia, nós o soltamos para que ajudasse os egípcios, para que perseguissem os filhos de Israel. E ele endureceu seus corações e os fez teimosos, segundo planejou Yáhuh nosso Elohim, para que ferisse os egípcios e os lançasse no mar”.

 

O verdadeiro sentido do afogamento do exército egípcio - Yovelim 48:14,15:

 “E todo o povo que ele trouxe para perseguir Israel, Yáhueh nosso Elohim lançou no meio do mar, nas profundezas do abismo após os filhos de Israel. Assim como o povo do Egito havia lançado seus filhos no rio, Ele exerceu vingança sobre eles. E mil homens fortes e poderosos foram destruídos em razão de cada bebê dos filhos de teu povo que eles lançaram no rio”

 

Nota: Assim como as criancinhas hebréias foram assassinadas sendo lançadas no rio Nilo pelos soldados egípcios, também Elohah os lançou no mar, para que os bebês fossem vingados. Adonay Elohah certamente também tomará vingança por cada justo, cada inocente e cada filho de Avraham (Abraão) perseguido, maltratado e assassinado pelas nações por onde Adonay Elohah os enviou, para que fossem postos por exemplos, afim de que cada nação temesse em deixar suas Leis. Mas ao contrário disto, não se arrependeram abandonando sua Torá (Instrução). Também maltrataram e mataram suas testemunhas vivas, os judeus filhos de Abraão, povo do Eterno e irmãos de sangue de Ye’shua   ישוע

           

 

 

ראש משה בן שלום - Rosh Mosheh ben Shalom    

 

 

 

 

 

 

 

 

 Torre a direita                                                                                                             Torre a esquerda