YESHUA FILHO DE ELOHIM SIM! ELOHIM FILHO NÃO!

 

O FALSO UNICISMO E A DECLARAÇÃO DA ELOHUT  (אלוהות) DE YESHUA  ישוע

O 'unicismo' é um tema que vem sendo difundido e muito discutido, principalmente dentro das comunidades Judaicos-Messiânicas. Será que Yeshua  ישוע  é o próprio Elohá encarnado (crença da Elohut- אלוהות)? Ou será Yeshua ישוע um ser próprio, pessoal e distinto do Pai, o Filho de Elohah? Os 'unicistas' acreditam que Yeshua ישוע é uma manifestação provisória e temporária de Elohim e automaticamente não seja um ser individual, distinto do Pai. Yeshua, para eles, na verdade é uma multiplicação do Eterno יהוה (Bendito Seja Ele), ficando o Elohim maior, e o Elohim menor. Isto provisoriamente, por pouco tempo. Imagine uma laranja cortada em partes desiguais, uma maior representando o Pai e a outra menor representando o Filho. Este “unicismo” só se difere da trindade em números: 2 para 3, haja-vista o princípio ser o mesmo. Os trinitarianos por sua vez acreditam em três manifestações de Adonai: “Pai-Filho-Espírito Santo”. Já os “unicistas” acreditam em apenas duas: Pai-Filho. Sendo os dois apenas um! Porém, nas Escrituras defendemos o verdadeiro unicismo, na verdade Unitarismo - O Eterno é Um, indivisível, incorpóreo e absoluto em todo tempo. Assim crê também a maioria esmagadora no judaísmo. O fato é que este Elohim tem um filho o qual agradou exaltar: Yeshua haMashiach, o  Ungido!

EIS AÍ ALGUNS DOS ARGUMENTOS “UNICISTAS”:

“Eu e o Pai somos um” Yochanan ( João) 10:30

Nota: Este é o texto clássico tão usado para defender a tese de que Yeshua  -ישוע- seja o Pai.

Refutação: É só olhar o contexto para notar o verdadeiro sentido da frase:

“Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai. Eu e o Pai somos um. Os judeus pegaram então outra vez em pedras para apedrejá-lo... Disse-lhes Yeshua ישוע: Muitas obras boas da parte de meu Pai vos tenho mostrado; por qual destas obras ides apedrejar-me? Responderam-lhe os judeus: Não é por nenhuma obra boa que vamos apedrejar-te, mas por blasfêmia; e porque, sendo tu homem, te fazes Elohim . Tornou-lhes Yeshua: Não está escrito na vossa lei (Torah): Eu disse: Vós sois Elohim? Se a lei chamou Elohim àqueles a quem a palavra de Elohim foi dirigida (e a Escritura não pode ser anulada), àquele a quem o Pai separou, e enviou ao mundo, dizeis vós: Blasfemas; porque eu disse: Sou Filho de Elohim?” 

 

Yeshua ישוע trata rapidamente de consertar o mal-entendido causado pela frase “Eu e o Pai somos um” afirmando não ser Elohim, e sim seu Filho e continua a explicar o verdadeiro sentido de sua alegação: “Mas se faço as obras de meu Pai, crede nas obras; para que entendais e saibais que o Pai está em mim e eu no Pai” Esta expressão é totalmente diferente de: “Eu sou o Pai e o Pai sou Eu” como quem defende a suposta Elohut (divindade/deificação) de Yeshua ישוע. Ninguém melhor do que o próprio Yeshua ישוע para esclarecer o porquê d’Ele e o Pai serem um: É por causa das mesmas obras!

 

REPARE O QUE AFIRMA YESHUA ישוע EM SUA ORAÇÃO SACERDOTAL:

“Eu vou para ti. Pai santo, guarda-os no teu nome ( יהוה Bendito Seja Ele), o qual me deste, para que eles, (os talmidim, os discípulos ) sejam um, assim como nós”  Yochanan (João) 17:11.

Nota: Yeshua ישוע ora para que eu e você sejamos um, assim como Ele e o Pai um são. Que tenhamos um mesmo caráter, um só pensamento, e as mesmas obras. Pela construção do texto, afirmar que Yeshua seja um em número com Hashem é o mesmo que afirmar que eu sou você.

POR QUE YESHUA NÃO É UM COM ELOHIM EM NÚMERO?

Outra questão, é o fato da Torah somente validar o testemunho de no mínimo duas pessoas: “Disseram-lhe, pois, os Perushim (fariseus): Tu dás testemunho de ti mesmo; o teu testemunho não é verdadeiro. Respondeu-lhes Yeshua ישוע: ... Ora, na vossa lei (Torah) está escrito que o testemunho de dois homens é verdadeiro. Sou eu que dou testemunho de mim mesmo, e o Pai que me enviou, também dá testemunho de mim”  Yochanan (Jo) 8:13-18.

Nota: Yeshua ישוע explicitamente referenciou que dele ser distinto do Pai e são os dois que testemunham juntos para cumprirem a Tohah.

E QUAL FOI O TESTEMUNHO DE YOCHANAN “O BATISTA”?

“Eu mesmo vi e já vos dei testemunho de que este é o Filho de Elohim” Yochanan (Jo)1:34

E QUAL FOI O TESTEMUNHO DO CENTURIÃO?

“Ora, o centurião, que estava defronte dele, vendo-o assim expirar, disse: Verdadeiramente este homem era filho de Elohim” Marcos 15:39

O QUE DIZ TER OUVIDO O MALFEITOR DO PRÓPRIO YESHUA ישוע?

“Confiou em Elohah, livre-o ele agora, se lhe quer bem; porque disse: Sou Filho de Elohah” Mt 27:43

YESHUA É ELOHIM?

1º- Se Yeshua é Elohim, então como explicar o fato dele ter um Elohim?

“Bendito seja o Elohim e Pai de nosso Senhor Yeshua haMashiach” II COR 1:3

“Cerca da hora nona, bradou Yeshua em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactani; isto é, Elohim meu, Elohim meu, por que me desamparaste?" MT27:46

 

2º- Se Yeshua é Elohim, automaticamente é onisciente e consequentemente conhece o futuro. Porém, veja o que afirma Yeshua nosso Salvador: “Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai.”

MAS COMO YESHUA CONHECE TUDO SOBRE O FUTURO E NOS REVELA NO LIVRO DO APOCALIPSE?

“Revelação de Yeshua haMashiach, que Elohim lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer” AP 1:1

 

SE YESHUA FOSSE ELOHIM, NÃO PODERIA TER SIDO CRIADO:

“O qual (Yeshua) é imagem do Elohim invisível, o primogênito de toda a criação” CL 11:15

“Pois a qual dos anjos (O Eterno) disse jamais: Tu és meu Filho, hoje te gerei?” Hb 1:5

 

“O Eterno me criou como a primeira das suas obras, o princípio dos seus feitos mais antigos. Desde a eternidade fui constituído, desde o princípio, antes de existir a terra. Antes de haver abismos, fui gerado,... antes dos outeiros eu nasci. Quando ele preparava os céus, aí estava eu... então eu estava ao seu lado como arquiteto” Pv 8:22

“Ele (Yeshua) estava no princípio com Elohim. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez’’ Yochanan 1:2,3

Nota: A expressão “Por intermédio dEle”, denota claramente que o Criador seja Elohim e que Yeshua fora seu intermediário na criação, pois como Verbo de Elohim, Yeshua fora seu porta voz legal.

TRÊS VERDADES AXIOMÁTICAS (IRREFUTÁVEIS) ENCONTRADAS NO TEXTO ABAIXO:

“Todo aquele que crê que Yeshua é o Mashiach (Ungido), que é o nascido de Elohim; e todo aquele que ama ao que o gerou, ama também ao que dele é nascido (Yeshua)” I Yochanan 5:1

1ª Verdade: Que Yeshua é o Mashiach (Ungido);

2ª Verdade: Que Ele é o nascido de Elohim;

3ª Verdade: Quem ama o que gerou, ama o que dele foi gerado!

“ANTES DE AVRAHAM (ABRAÃO) EXISTIR EU SOU”

Este termo usado por Yeshua IHIEH (Serei), traduzido comumente como Sou. Não indica que Yeshua estava se declarando ser o próprio Elohim Ihieh Asheh Ihieh (Serei o que Serei), e sim, o primogênito da criação, antes de Avraham existir, Ele Era (IHIEH), existia!

SE YESHUA É DE FATO ELOHIM ELE DEVERIA ESTAR NO TOPO, POIS SERIA O EL’ ELION (ELOHIM ALTÍSSIMO). AÍ SURGE O PROBLEMA HIERÁRQUICO:

“Vou, e voltarei a vós. Se me amásseis, alegrar-vos-íeis de que eu vá para o Pai (Elohim); porque o Pai (Elohim) é maior do que eu... mas, assim como o Pai (Elohim) me ordenou, assim mesmo faço, para que o mundo saiba que eu amo Elohim o Pai” Yochanan 14:28-31

“Quero, porém, que saibais que o Mashiach (Messias) é a cabeça de todo homem, o homem a cabeça da mulher, e Elohim a cabeça do Mashiach (Yeshua)” I COR 11:3

“Eu (Dani’El) estava olhando nas minhas visões noturnas, e eis que vinha com as nuvens do céu um como filho de homem (Ye’shua); e dirigiu-se ao ancião de dias (Elohim), e foi apresentado diante dele. E foi-lhe dado (O Eterno deu a Ye’shua) domínio, e glória (Kevod), e um reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino tal, que não será destruído” DN 7:13,14

O QUE DISSE YESHUA SOBRE O ASSUNTO?

“E, aproximando-se Yeshua, falou-lhes, dizendo: Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra”  Mt 28:18

COM QUEM DEVE SER NOSSA COMUNHÃO?

“Isso vos anunciamos, para que vós também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai (Elohim), e com seu Filho Ye’shua Há Mashiach” I Yochanan (Jo)1;3

 

A LINGUAGEM DA SERPENTE:

“Esse mesmo é o anti-Mashiach (Anti-shem), esse que nega o Pai e o Filho... Portanto, o que desde o princípio ouvistes, permaneça em vós. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também vós permanecereis no Filho e no Pai... Estas coisas vos escrevo a respeito daqueles que vos querem enganar” II Yochanam 2:22-26

Nota:  Não temos um único mandamento obrigando-nos a confessar  Yeshua como Elohim, muito menos  como condição para salvação, pelo contrário, o mandamento condicional para salvação é este: “Ora, o seu mandamento é este, que creiamos no nome de seu Filho Yeshua haMashiach” I Yochanan 3:23

 

“Qualquer que confessar que Yeshua é o Filho de Elohim, Elohim permanece nele, e ele em Elohim” I Yochanam 4:15

 

“Quem é o que vence o mundo, senão aquele que crê que Yeshua é o Filho de Elohim?” I Yochanan 5:5

 

SE YESHUA É DE FATO ELOHIM, YOcHANAN JAMAIS PODERIA TER FEITO ESTA AFIRMAÇÃO:

“Ninguém jamais viu a Elohim” I Yochanan 4:12

A QUESTÃO DA NOIVA ISRAEL

Os “unicistas” afirmam corretamente que Israel se casará com Elohim יהוה (Bendito Seja Ele): “E desposar-te-ei comigo para sempre; sim, desposar-te-ei comigo em justiça” Hoshea (Os) 2:19

Também afirmam corretamente, que Yeshua se casará com Israel: “E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das sete últimas pragas, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro” Guiliana (Ap) 21:9

Nota: Bom, a conclusão óbvia que se chega é: Se existe apenas um Israel e se Yeshua não é Elohim, então, segundo os “Unicistas,” Yeshua adultera usurpando a noiva de seu Pai! Teve um unicista que chegou até a citar Devarim (Dt) 27:20: “Maldito aquele que se deitar com a mulher de seu pai, porquanto levantou a cobertura de seu pai. E todo o povo dirá: Amém”

REFUTAÇÃO:

1º- O que este defensor da Elohut de Yeshua se esqueceu, é que se trata de uma simbologia. Nem Yeshua, nem יהוה Yáhueh Elohah (Bendito Seja Ele) deitar-se-ão com Israel no sentido exposto em Devarim (DT) 27:20. O texto, evidentemente, trata-se de relações sexuais. É frustrante ver como existem pessoas e muitas delas admiráveis e que por estarem mal posicionadas, podem dizer uma barbaridade dessa, apenas para defender sua opinião.

2º- Outro fator considerável é que HaShem יהוה (Bendito Seja Ele), casa-se com Israel através de seu Filho, o Mashiach, quando este paga o preço do dote com seu próprio sangue. Também não devemos nos esquecer que tudo quanto o Pai tem, tem também o Filho: “Ele me exaltará, porque receberá do que é meu, (O Israel salvo) e eu o anunciarei. Tudo quanto o Pai tem é meu (O Israel salvo); por isso eu vos disse que ele, recebendo do que é meu, vo-lo anunciará” Yochanan (Jo) 16:14,15

Nota: O que Yahuh יהוה (Bendito Seja Ele) receberá de Yeshua são todos os crentes salvos enxertados na oliveira que é Israel. Depois Yeshua afirma que “Tudo quanto o Pai tem é meu”. A noiva de Yahuh יהוה (Bendito Seja Ele), Israel, também é de Yeshua. Se assim não fosse, o nosso Redentor não poderia ter feito tal alegação: “Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai”  Yochanam (Jo) 10:29

PARALELISMO ENTRE YESHUA E YOSEF (JOSÉF)

     Yosef (José)                                         Yeshua

1º vivia entre os 12 irmãos (Israel)...........x............1º Vivia com os 12 Emissários = Israel;

2º Foi traído pelos seus irmãos................x............2º Traído pelos seus Irmãos, Israel;

3º Foi levado para o Egito..........................x............3º Foi levado para o Egito;

4º Vendido por dinheiro em prata...........x.............4º Vendido por dinheiro em prata;

5º Amado por seu Pai................................x.............5º Amado por seu Pai;

6º Acusado injustamente..........................x.............6º Acusado injustamente;

7º Preso com 2 Prisioneiros......................x.............7º Preso com 2 Malfeitores;

8º Um se salvou e o outro pereceu..........x.............8º Um se salvou e o outro pereceu;

9º vida pública aos 30 anos.......................x.............9º Se manifestou aos 30 anos;

10º Salvador do mundo.............................x...........10º Salvador da humanidade;

11° Governou o mundo.............................x...........11º Governará toda terra;

12º Só um estava acima dele no trono....x...........12º Só um está acima dele no trono: 

“Tu (Yosef) estarás sobre a minha casa, e por tua voz se governará todo o meu povo; somente no trono eu (faraó) serei maior que tu” Bereshit (Gn) 41:40

VEJA QUE FARAÓ DA O SEU REINO PARA YOSEF GOVERNAR E SOMENTE NO TRONO ELE SERIA MAIOR QUE YOSEF. ELOHIM TAMBÉM ENTREGA SEU REINO A YESHUA:

“E eis que vinha com as nuvens do céu um como filho de homem (Yeshua); e dirigiu-se ao ancião de dias (Elohim), e foi apresentado diante dele. E foi-lhe dado (O Eterno deu a Ye’shua) domínio, e glória (Kevod), e um reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem” DN 7:13,14.

APESAR DE DELEGAR TANTO PODER A YESHUA, ELOHIM CONTINUA A SER MAIOR NO TRONO:

“Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos” Yochanan (Jo) 10:29.

“Porque o Pai (Elohim) é maior do que eu.” Yochanan 14:28-31

YESHUA UMA VEZ INTERMEDIÁRIO, AINDA INTERMEDIÁRIO:

“Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; mas, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, YESHUA haMashiach o justo”  I Yochanam (Jo) 2:5

TAMBÉM NO SÊFER CHANOCK (LIVRO DE ENOQUE), O QUAL FOI ENCONTRADO JUNTO COM OS MANUSCRITOS DO MAR MORTO EM QUM’RAM, TEMOS O TESTEMUNHO DO PROFETA CHANOCK (ENOQUE):

“E naquela hora que o Filho do Homem foi NOMEADO NA PRESENÇA de ה ו ה י Yáhuh das Hostes, e o SEU NOME PERANTE o Ancião de Dias. Sim, antes do sol e dos sinais serem criados, antes das estrelas dos céus terem sido feitas, O NOME DELE FOI NOMEADO PERANTE יהוה Yáhueh das Hostes...E por esta razão Ele (Yeshua) foi ESCOLHIDO e ESCONDIDO PERANTE Ele (O Pai). Antes da criação do mundo e para sempre." (1 CHANOCK 48:1-6)

 

Nota: Aqui esta claro que Yeshua é um ser distinto do Pai. Pois Yeshua foi:

1º- “Nomeado na presença ... e o Seu Nome perante”;

2º- “Foi escolhido e escondido perante....”. Ou seja, Hashem agradou exaltar o seu filho que estava e que está junto (do lado) do Pai! “Abram os seus olhos e ergam suas trombetas se vocês forem capazes de reconhecer O Eleito.” E יהוה Yáhueh das Hostes O SENTOU NO TRONO do Seu Poder, e a Ruach (Espírito) da Justiça FOI DERRAMADA SOBRE ELE” (1 CHANOCK 62:1-3)

Nota: Mais uma vez Yeshua é apresentado como um ser pessoal criado e exaltado pelo Pai:

1º- “O Eleito” – Alguém com poder superior elegeu (escolheu) Yeshua; Yáhuh o Pai; Compare com LC 23:35

2º- “O sentou no trono” – Yeshua recebeu autoridade para julgar. Compare com MT 28:18,

3º- “A Ruach (unção) foi derramado sobre Ele” Compare com LC 4:18.

“Pois do princípio o Filho do Homem foi ocultado, e o El-Elyon (Elohim Altíssimo) O preservou na presença da Sua força, e O revelou aos eleitos." (I CHANOCK 62:7)

“Este é o Filho do Homem que é nascido para justiça, e a justiça habita sobre Ele, e a justiça do Ancião de Dias não O abandona.” (I CHANOCK 71:14)

“A sabedoria ('Yeshua') não encontrou lugar onde pudesse habitar; então uma morada lhe foi apontada nos Céus (Quem teria poder para apontar uma morada a Yeshua senão o Pai). A sabedoria ('Yeshua') procedeu para fazer morada entre os filhos dos homens, e não encontrou habitação. A sabedoria retornou para o seu lugar, e tomou o seu assento entre os anjos” (II CHANOCK 42:1,2)

“Naquele dia, o Meu Escolhido (Yeshua escolhido do Pai) se assentará no trono da Kevod (Poder/Majestade) e escolherá entre as suas obras, e as suas inúmeras habitações. E quando aqueles que invocaram o Meu Santo e Grandioso Nome (Yáhueh) virem o Meu Escolhido ('Yeshua'), seus espíritos serão fortalecidos. E naquele dia farei o Meu Escolhido habitar entre eles” (II CHANOCK 45:3,4)

“E lá eu vi Aquele que era Ancião de Dias (Adonay - Elohah), e sua cabeça era branca como a lã. E com Ele estava outro cuja face tinha a aparência de um homem (Yeshua o Filho)” (2 CHANOCK 46:1,2)

Nota: Yeshua foi tomado pela profecia de Enoque, como “Outro na presença dEle”, como podem os “unicistas afirmarem serem o mesmo ser? Bom, há muitos outros textos no Sêfer Chanock (Livro de Enoque) relacionados e que corroboram com o que já disertei, mas por falta de espaço e por ser mais objetivo possível, não os colocarei. Qualquer interpretação literal destes textos não nos deixa sombra de dúvida concernente a posição hierarcal de Yeshua haMashiach quanto seo o Filho de Elohim e não o próprio Elohim. Isto, evidentemente, não tira a suma importância do nosso Salvador e Redentor vindo de יהוה YHWH o Pai (Bendito seja Ele).

O SÊFER CHOCHMAT SH’LOMO (LIVRO DA SABEDORIA DE SALOMÃO) TAMBÉM DÁ O SEU TESTEMUNHO:

Livro da Sabedoria 2:13 ptª: “Ele (Yeshua) professa ter conhecimento de Elohim...” Compare com MT 11:27: “Ninguém conhece plenamente o Pai, senão o Filho”

Livro da Sabedoria 2:13 pt.b : “...e chama a si mesmo de Filho de Elohim” Compare com Jo 10:30: “Àquele a quem o Pai separou, e enviou ao mundo, dizeis vós: Blasfemas; porque eu disse: Sou Filho de Elohim?”

Livro da Sabedoria 2:16: “Ele chama de abençoado o destino do justo, e se gaba DE SER FILHO DE ELOHIM”

מריא

OS UNICISTAS APELAM PARA A PESHITTA SIRÍACA:  MAR-YAH (SENHOR YAH?) OU MARYA (SENHOR?)

Confira mais um dos falsos pilares Unicistas!

 

Marya quer dizer YHWH???

A palavra aramaica Marya (que nada tem haver com

o nome latinizado de Miriam, conhecido como Maria)

não se translitera "MarYah" ou "Mar-Yah" como

fazem alguns tendenciosamente, visto que escreve-se

מריא (terminando em álef - א), e não מריה (com a

letra he de "Yah" no final). Curiosamente, existe essa versão - Maryah - na Peshitta, o pequeno detalhe é que ela ocorre em referência a homens:

"......aos seus senhores.", למריה em aramaico - Ma'assei hashlichim  טז''טז/Atos 16:16.

A raiz da palavra Marya é מר (Mar), traduzida por "senhor" e equivalente ao hebraico אדון (adon). Marya é seu plural majestático, bem como Adonay, com a diferença de que pode-se aplicar também a homens.


As palavras YHVH, Yah, Adonenu, Adon, Adonay e Elohim são substituídas por Marya:

יה  “Yah”  

- “Cantai a YAH, cantai louvores ao seu nome; louvai aquele que vai montado sobre os céus, pois o seu nome é Yah (marya), e exultai diante dele.” (Salmos 68:4)

אדוננו “Adonenu”

“Disse-lhes mais: Ide, comei as gorduras,

e bebei as doçuras, e enviai porções aos

que não têm nada preparado para si;

porque este dia é consagrado ao nosso

Senhor [hebraico - Adonenu / aramaico -

marya]; portanto não vos entristeçais; porque a alegria do YHWH [marya] é a vossa força.” (Neemias 8:10)

אדון “Adon”

“Treme, terra, na presença do Senhor [em hebraico - adon / aramaico - marya], na presença do Eloha de Jacó.” (Salmos 114:7)

“Eis que eu envio o meu mensageiro, que preparará o caminho diante de mim; e de repente virá ao seu templo o Senhor [em hebraico - adon / aramaico - marya], a quem vós buscais; e o mensageiro da aliança, a quem vós desejais, eis que ele vem, diz o Yahweh dos Exércitos.” (Malaquias 3:1)

“Adonay” – “Ah! Senhor [hebraico - adonai / aramaico - marya], estejam, pois, atentos os teus ouvidos à oração do teu servo, e à oração dos teus servos que desejam temer o teu nome; e faze prosperar hoje o teu servo, e dá-lhe graça perante este homem. Então era eu copeiro do rei.” (Neemias 1:11)

אלוהים “Elohim”

“Firmemente aderiram a seus irmãos os mais nobres dentre eles, e convieram num anátema e num juramento, de que andariam na lei de Elohim [marya], que foi dada pelo ministério de Moisés, servo de Elohim [marya]; e de que guardariam e cumpririam todos os mandamentos do YHWH [marya] nosso Senhor [maran], e os seus juízos e os seus estatutos;” (Neemias 10:29)

 

Em aramaico é apresenta essas 4 letras: Mem (מ)/ Resh (ר)/ Yud (י)/ Alef (א). Não existe essa de MarYah para se fazer pensar que temos a junção de duas palavras Mar = Senhor e Yah = Abreviação de YHWH. Querendo com isso dizer que temos MarYah = Senhor = YHWH (o que é falso). Marya poderia soar igual "MarYah", mas não há nenhum "Hei" (ה) no final dessa palavra.

Vejam como é o Tetragrama:

יהוה YHWH = Yud (י)/ Hei (ה)/ Vav (ו)/ Hei (ה). As pessoas que querem traduzir a expressão Marya como Senhor -יהוה YHWH simplesmente porque querem interpretar o aramaico como se fosse no hebraico. Esse é o problema. No aramaico o artigo vem após a palavra ao contrario do hebraico. Como é que se escreve a abreviação do tetragrama Yah? Yud e Alef (יא) ou Yud e Hei (יה)? Certamente que é Yud e Hei (יה) certo?  O "alef" (א) no final é o artigo no aramaico.


Se esse "ya" se referisse ao Eterno, seria escrito "Yud e Hei" (יה) Marya, no entanto é escrito no final com "yud e alef (יא)". Então é apenas um termo que significa: O mestre, O Senhor. De repente a forma aramaica Marya se tornou "MarYah" sugerindo uma ortografia que não está realmente lá. Afinal se aquela forma tiver um "Hei" ao fim, começa a se parecer a forma poética "Yah", não é mesmo?


Virou moda alguns destes que se dizem crer no Messias Yeshua, que vieram do cristianismo, com a cabeça cheia de misticismo romano, ao terem contato com a Peshitta Aramaica, começarem a formular teorias mirabolantes e usando este termo "Marya", como forma indicativa do nome do Eterno, tentando passar a FALSA ideia de que o Messias Yeshua seja o próprio Eterno encarnado, que é o dogma fundamental do unicismo, uma doutrina tão pior, perniciosa e satânica, quanto a trindade. Para dar mais crédito a esta falsa doutrina, eles usam de ACRÉSCIMOS, eles acrescentam o "H"  (ה) junto a transliteração, para favorecer a tese deles.


"Marya" é simplesmente uma forma enfática da palavra "mar" que quer dizer Senhor. Pois esse alef no final é apenas o artigo para dar enfase. O artigo definido é apenas anexado ao final da palavra, em vez de no início, antes da palavra. Lembrando que isso aqui é aramaico. "Marya" significa "o Senhor" e "mar" significa simplesmente "Senhor".


O Messias é digno de receber essa honra de ser chamado de Senhor = Dono, embora antes se usasse para outros Senhores, reis, etc.. e o Messias entres os homens pode ser honrado com esse titulo. Lembro-me que por exemplo com relação a palavra do mestre Yeshua, certa feita falou que a ninguém chamasse de mestre por que só um era Mestre, ou seja, o Messias, isso com relação aos homens. Então, embora haja muitos senhores quer no céu ou na terra, só um é realmente o Senhor de verdade, o Messias Yeshua, e, sobre יהוה YHWH o Eterno, nem há a necessidade de comentar.

O termo Marya era usada para ser referir basicamente a YHWH יהוה, único digno de toda a adoração, na B’rit Chadashá (Aliança Renovada, vulgo Novo Testamento), em alguns textos, o Messias é chamado Marya (como em Mateus 28:45), por ser ele o Senhor mais alto entre os homens. Os estudiosos aramaicistas compreendiam que יהוה YHWH Eterno é o Senhor do Messias. Lembrando que Yeshua foi feito O Senhor = Marya pelo próprio Eterno:

“Pelo que também YAH o exaltou soberanamente, e lhe deu o nome que é sobre todo nome; para que ao nome de YE'SHUA se dobre todo joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda língua confesse que YE'SHUA, o Messias é o Senhor, para honra de YAH O Pai.” ( Filipenses 2:9-11)

Não há mistério nisso, o Messias foi feito Senhor, e se foi feito Senhor é por que ele não é o próprio Eterno encarnado (doutrina dos que assim defendem a Elohut de Ye'shua) e sim porque o Eterno o constituiu Senhor:

“Saiba, portanto , com certeza, toda casa de Yisrael: YAH o constituiu Senhor e Messias, este Yeshua a quem vós sacrificastes” (Atos 2:36)

 

O Messias Ye'shua tem um SENHOR acima dele, e este SENHOR é o Eterno YAH de Yisrael:

“Quero, entretanto que saibas ser o Messias o Rosh/Cabeça de todo homem, e o homem o Rosh/cabeça de toda mulher e o Eterno יהוה é o Rosh/Cabeça do Messias” (I Coríntios 11:3)

 

Em Yochanan (Jo) 12.21, em siríaco do Sinai, onde lemos:

“Estes, pois, dirigiram-se a Filipe, que era de Betsaida da Galiléia, e rogaram-lhe, dizendo: Marya, queríamos ver a YE'SHUA.” Aqui Felipe é reconhecido com “Marya”. Certamente a ocorrência mostra que “Marya” não é o equivalente estrito de Yahueh na B'rit Chadashah (Vulgo NT). O que se pode dizer aqui é que na Peshitta, Felipe foi reconhecido como Marya. Se Marya é estritamente identificação de Yahueh, temos um problema evidente de identificação de Felipe.

Curiosamente tem-se na Peshitta do NT a ocorrência exatamente de “maryah” (não marya) mas sendo aplicada a homens comuns, conforme aparece em At. 16.16: “E aconteceu que, indo nós à oração, nos saiu ao encontro uma jovem, que tinha espírito de adivinhação, a qual, adivinhando, dava grande lucro aos seus senhores.” “Senhores” aqui é “מריה” maryah. E agora?

Se “marya” fosse sinônimo de Yahueh, então, não há explicação razoável para At. 2.36 : “Saiba, pois, com certeza toda a casa de Israel que a esse YESHUA, a quem vós Emadeiraste, YHWH o fez Marya e MASHIACH.”, pois não tem sentido dizermos que YESHUA foi constituído por YHWH em YHWH!!!! Se ali entendermos “marya” como o senhorio dado a MASHIACH o texto é harmônico, mas se por “marya” entendermos que YESHUA foi feito YHWH pelo próprio YHWH, o texto fica sem qualquer sentido. Quem ele era antes, para somente depois ser feito “marya” (Yahueh)? Se ele foi feito, então, em que momento não era “Yahueh” (Marya) feito carne”?

O uso de “marya” se entendido como um composto de “mar” mais a forma “Yah” do nome de YHWH, destrói o propósito do uso de “marya” pois se a ideia era manter “Yah” oriundo do nome de YHWH ainda que em forma abreviada, por que não usar sua forma completa “Yahueh”?

Outro detalhe bem gritante da falha da reivindicação de “marya” como praticamente o equivalente aramaico de Yahueh, e que com esse viés tenha sido aplicado a YESHUA, é o fato de nenhum judeu opositor do MASHIACH, que por sinal eram eram muitos, haver taxado de idólatras ou blasfemos aquelas pessoas que teriam chamado YESHUA de Marya (se Marya era o equivalente de Yahueh). É como se o fato houvesse passado completamente desapercebidos de tudo e de todos em Jerusalém, Judeia, Samaria e confins da terra.

Some-se a tudo isso, o fato de nenhum dos renomados especialistas em aramaico apresentarem Marya como uma construção de “Mar” com “Yah”, mas como um intensivo de “mar” que foi posto como substituto do nome do Eterno; semelhantemente ao que os LXX fizeram com “Kyrios”.

As obras ou estudos que apresentam Marya como sendo uma composição de Mar (aramaico) + Yah (hebraico) se origina no meio de quem já acredita nisso.

Conclusão sobre o termo araico Marya:

Conclui-se disso que o Messias Yeshua tem um SENHOR acima dele, logo ele não pode ser o próprio Eterno, e que a palavra Marya pode também ser entendido como יהוה YHWH (ainda que esta não seja a tradução literal), mas não exclusivamente. Assim, baseado na Bíblia Peshitta não se pode afirmar que Yeshua haMashiach seja considerado o próprio יהוה YHVH Eterno.

נְצָרִים OS NETSARIM (NAZARENOS HISTÓRICOS)

– QUEM ERAM SEGUNDO OS CHAMADOS PAIS DA IGREJA?

 

- Os netsarim (nazarenos) eram aqueles "... que aceitam o Messias de uma forma que não deixam de observar a "velha Lei"..." (Jerônimo)

Jerônimo que para a igreja católica é São Jerômino, foi o importante tradutor da Vulgata Latina e narrou o fato dos Netsarím por crerem em Yeshua, jamais abandonaram o cumprimento da Torah. Se entende por aqui que eles comporeendiam que Lei e Graça andam juntas.   

"Mas estes sectários... não se chamavam de cristãos - mas de 'nazarenos'... contudo, são simplesmente judeus completos. Eles não só usam o Novo Testamento como também o Antigo Testamento, como o fazem os judeus... Eles não possuem diferentes idéias, mas confessam tudo exatamente como a Torá descreve e na forma judaica - exceto, porém, por sua crença no Messias. Pois eles reconhecem tanto a ressurreição dos mortos quanto a criação divina de todas as coisas, e declaram que Elohim é Um, e que o Seu Filho é Yeshua o Messias. Eles são bem treinados no hebraico. Pois dentre eles a Torá inteira, os Nevi'im (Profetas) e... os Ketuvim (Escritos)... são lidos em hebraico, como certamente o são entre os judeus. Eles são diferentes dos judeus, e diferentes dos cristãos, apenas no seguinte: Eles discordam dos judeus porque chegaram à fé no Messias; mas como eles ainda estão na Torá -- circuncisão, o Shabat, e o restante -- eles não estão de acordo com os cristãos... eles não são nada mais do que judeus... Eles possuem as Boas Novas de acordo com Matitiyahu completamente em hebraico. Pois está claro que eles ainda preservam-nas no alfabeto hebraico, tal qual foram escritas originalmente." (Epifânio; Panarion 29). 

Ob: Diferentes de algumas organizações atuais que se intitulam Netsarím, os netzarím relatado por Epifânio não concebiam a crença na Elohut de Yeshua, isto é, num messias Elohah. Epifânio, ao descrever suas crenças relata categoricamente que eles sabiam a diferença entre Yeshua e seu Pai YHWH : "...e declaram que Elohah é Um, e que o seu filho é Yeshua o Messias..."

 

 

CONCLUSÃO:

 -Aprendemos neste estudo que o anti- Mashiach (Messias) é o que nega o Pai e o Filho (II Yochanan 2:22-26);

-Aprendemos que a nossa comunhão deve ser com o Pai e o Filho (I Yochanan (Jo)1;3);

-Que o seu mandamento é para que creiamos no nome de seu Filho Yeshua haMashiach (I Yochanan 3:23);

-Quem confessar ser Yeshua o Filho de Elohim, Elohim permanece nele, e ele em Elohim (I Yochanan 4:15);

-Que ninguém jamais viu a Elohim (I Yochanan 4:12) e que o vencedor do mundo, é senão aquele que crê que Yeshua é o Filho de Elohim (I Yochanan 5:5).

-Aprendemos que tanto dentro das Escrituras Sagradas, quanto nas Escrituras 'apócrifas'  e mesmo nos relatos históricos, temos sempre as mesmas informações: Hashem é o Único Elohah digno de TODA adoração e Yeshua é o nosso Mashiach o enviado do Pai.

Bendito Seja Yahueh  e louvado o nome de seu filho Yeshua haMashiach!!!!

                                                                                                         ראש משה בן שלום - Rosh Mosheh ben Shalom

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Square
  • google-plus-square